sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Fundamentos da Educação - Resumo

FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO

Atividade física - > é todo movimento humano em que o indivíduo sai do estado de repouso.
Exercício físico - > é toda atividade física sistematizada e organizada.
Esporte - > é um jogo agonistico (competição, disputa) e as regras são universais. Seu objetivo é determinar um campeão.
Educação física - > é a ciência que estuda o movimento do corpo humano (cinesiologia).

Biodinâmica do movimento humano - Cinésio - pedagogia do movimento humano.
Conceito da Educação física segundo a Biologia (visão biológica) Desenvolvimentista.

O corpo não se limita ao físico e biológico.
A corporeidade é a relação do corpo com a cultura (sociedade, dança e etc).
Ex: lágrima de vitória não é apenas água e sódio.

Corpo cultural e biológica - > visão da Unicamp.
Obs: Gotami e Manuel Sergio concordam que a Ed. Física é uma ciência.

HAAG
Esporte associa atividade física, exercício, dança, luta; tudo é esporte.
Educação física é menor do que o esporte, esta dentro do esporte.
Esporte é um termo mais amplo do que a Ed. Física.
Várias ciências podem ser aplicadas ao estudo do esporte.
Existem várias ciências aplicadas ao estudo do esporte.
Ex: psicologia do esporte, biomecânica do esporte.

CULTURA CORPORAL

Conteúdo da cultura corporal:
Jogos; ginástica; esporte; lutas; atividades rítmicas expressivas (dança); conhecimento sobre o corpo com perspectivas; culturas.
Para Valter Bracht, educação física não é ciência, é cultura.
Ed. Física escolar é transmitir esta cultura.
O aluno tem que aprender a refletir sobre a historia da cultura corporal.
Ensinar e refletir sobre a prática (conteúdo da Ed. Física).
Ex: Judô, Kung Fu.

CULTURA CORPORAL DE MOVIMENTO
(Eleonor Kunz)

Kunz também não acredita na divisão corpo-mente.
Cérebro é corporal e a mente é cérebro.
Palavra cultura corporal é um termo inadequado porque se subentendem que há divisão entre ambos.
ARTE
(Hugo Lovisolo)

Educação física não é uma ciência, segundo Hugo Lovisolo.
Educação física é a arte de mediar valores e conhecimentos diferenciados na área da cultura corporal.

APTIDÃO FÍSICA
(Dartagnã Pinto Guedes)
Joana Guedes

O objetivo da Ed. física na escola tem que ser o objetivo da saúde física.
Dartagnã P. Neves não vê a saúde como o físico mental-social, conforme a Organização Mundial da Saúde.
Segundo Dartagnã é preciso exercícios e atividades físicas para prevenir as doenças.
O objetivo da Ed. Física é ensinar habilidades motoras e capacidades físicas.

HABILIDADE MOTORA BÁSICA
(Habilidade natural)
Ex: rolar, correr, saltar, rebater, quicar, girar.

HABILIDADE MOTORA ESPECÍFICA
(Habilidade cultural)
Ex: martelo da capoeira, chutar com peito de pé no futebol, rebater uma bola no voleibol.

CAPACIDADE FÍSICA
Ligada diretamente a genética do indivíduo. Pode ser desenvolvido com treinos, porem limitada. Ex: velocidade, resistência.

FORMAÇÃO TEÓRICA X FORMAÇÃO PRÁTICA
Suraya defende a formação teórica e critica a formação profissionalizante (prática) como ultrapassada.

ATIVIDADES FÍSICAS DO HOMEM PRIMITIVO
PERÍODO PALEOLÍTICO 190 MIL A 9 MIL a.C


3, 5 bilhões de anos a.C - > vida no Planeta.
4,4 milhões de anos a.C - > Surgimento dos primeiros hominídeos.
190 mil anos a.C - > Surgimento dos Homo Sapiens.
10 mil anos a.C - > Fim do período Paleolítico.
10 mil anos a.C - > Período Neolítico - 4000 a.C.

190 MIL a.C - PERÍODO PALEOLÍTICO.

Os primeiros hominídeos (4,4 milhões de anos a.C) - > foram os Australopteckus, menos evoluídos, porem eretos.
As ervas eram a maior parte de sua fonte de alimentos.
Todas as espécies de hominídeos surgiram na África, porem migraram para a Europa, exceto o homo Neandertal, que tem origem européia.
A grande diferença entre os hominídeos estava no desenvolvimento do cérebro. O Homo Sapiens tinha o cérebro mais desenvolvido do que o Homo Neandertal porque era carnívoro.
Não havia educação física no homem primitivo, porem existia cultura corporal.
Neandertal (neandertalis) Gurupa, gelo.
O homo sapiens tinha característica nômade, migrou do deserto africano para a Europa e extinguiu o Homo Neandertal.
A comunicação existente - > era a comunicação corporal.
Suas principais atividades físicas - > eram a dança, caça e o caminhar. Através da dança os homens demonstravam seu interesse pelas mulheres, demonstrando força e disposição. As mulheres davam vantagens para os melhores caçadores (líderes do clã).
Os principais motivos do conflito - > entre o homo sapiens e homo neandertal foram pelas fêmeas e por alimento.
Poligamia - > entre os homens e mulheres do clã. O líder (mais forte) tinha acesso mais fácil às mulheres.
A única prova existente de sentimento entre os hominídeos foi o achado de uma sepultura em Chapeli, sul da França.
A extinção do h. neandertal - > pelo h. sapiens se deu a partir de conflitos e a escassez de alimentos com a chegada dos mesmos na Europa, visto que possuíam maior tecnologia.
O h. neandertal utilizava sua força na caça enquanto o h. sapiens atirava lanças, levando vantagem.

FIM DO PERÍODO PALEOLÍTICO
(ERA DO GELO)


Inicio do Período Neolítico (10 mil anos a.C) - > o fator climático que causou o degelo, formando grandes rios de água doce, mudou a cultura corporal dos hominídeos.
O homem deixou de ser nômade para se tornar sedentário, através da prática de lavouras e plantações, alem da criação de animais. Passou a nascer e morrer no mesmo lugar, sem a necessidade de migrar.
Sua atividade física - > estava mais ligada ao trabalho braçal.
Surgem as guerras e os treinamentos de guerra, uma vez que deixaram de ser clãs, para viver em tribos, comunidades com novos códigos de ética a fim de proteger o território.
Os homens criam armas e ferramentas agrícolas de cobre e bronze. Idade dos metais.

PRÉ-HISTÓRIA

Corresponde a primeira etapa da evolução, que antecede a Idade Antiga. Iniciou-se com o surgimento dos primeiros hominídeos há 4 milhões de anos trás e se estendeu até os primeiros aparecimentos da escrita, por volta de 4 mil anos a.C , Idade Antiga.

GRÉCIA
Corpo Grego
Corpo Platônico

Após os primeiros Jogos Olímpicos nasce uma concepção de corpo: corpo grego e corpo romano. 500 a.C a 400 a.C - Período Clássico.

Antinos - > estátua símbolo da beleza grega: forte, moral, ético e inteligente.
Os gregos valorizavam tanto a questão corporal quanto mental.
Platão concordava com o equilíbrio entre corpo e mente.
As três disciplinas para os atenienses eram a ginástica a arte e a filosofia.
Ginástica - > desde a infância e juventude, para torná-lo valoroso, forte e sem medo;
Arte - > após a adolescência , para tornar o homem mais sensível;
Filosofia - > na vida adulta, a fim de tornar o homem sábio (biologia, física e matemática).
Sócrates - > acreditava que o corpo afastava da razão, desvalorizando o corpo.
Esta cultura chegou até os dias de hoje, com a desvalorização do trabalho braçal (corporal) e valorizando o intelectual.
Esta tese se iniciou com Platão, a partir da morte de Sócrates.
A filosofia grega - > criou uma desvalorização do corpo, entretanto, a sociedade grega valorizava tanto o corpo quanto a mente.
Os homens praticavam as olimpíadas, nus. Motivos:
1° Ritual religioso;
2° A nudez estava ligada ao desenvolvimento atlético.
As mulheres não podiam assistir aos jogos, e as sacerdotisas se encarregavam dos rituais olímpicos (religioso).
As meninas podiam assistir aos jogos para aprender a admirar os homens e seus físicos fortes.
Pena de morte para a mulher casada que assistisse aos jogos (atiravam-na do precipício).
Os jogos - > eram praticados na Cidade de Olímpia.
A beleza dos corpos era importante para a cultura grega.
Os homens preparavam o corpo para a guerra, enquanto as mulheres para a procriação (força da mulher para gravidez).
Os Jogos de Era apenas foram mencionados, enquanto os Jogos Olímpicos foram documentados.
Corpo equilibrado - > corpo, mente e moral, bem como suas proporções.

EDUCAÇÃO GREGA
CORPO E SENSUALIDADE
RELIGIÃO GREGA.


Educação Grega - > estava ligada a guerra, formando o homem num guerreiro profissional.
Ateniense - > Paidéia, segundo a concepção grega: corpo, mente e moral. A Paidéia era uma pedagogia para as crianças que se estendia até a vida adulta.

As principais disciplinas - > na educação grega eram:

Corpo - Ginástica;
Mente - Filosofia;
Moral - Arte.

Platão - > colocava a ginástica como a principal disciplina na educação do homem em sua juventude.
Depois disto, através da arte transformava-o em uma pessoa sensível.
Na idade adulta a filosofia se torna a disciplina mais importante.
A escola grega se preocupava na formação do homem (aluno) como um todo.

Ephebo - Aluno,
Professor - Filosofo.

Sexualidade - > moral e homossexualismo entre os homens. Entre as mulheres era permitida pelo marido a fim de evitar filhos bastardos.
Em caso de separação, o marido devolvia a esposa e os dotes para a família.
Em caso de filho bastardo, o marido tinha o dever de matar a criança.

RELIGIÃO GREGA

Todos os jogos olímpicos se baseavam na religião grega.
A estátua de Zeus tinha 13 metros, e estava dentro do Templo de Olímpia.

Religião cristã - > monoteísta e maniqueísta (amar os inimigos).
Religião grega - > politeísta e o equilíbrio entre o bem e moral.

Onde combinavam:

- Abdicar os prazeres.
- Para alcançar o Olímpo era preciso se tornar um herói, através de muitas dificuldades e provações.
- Provações para alcançar o paraíso e fugir do inferno.
- Fugir do Ades.
- Reencarnação.
Não existia maratona nos Jogo Olímpicos.
O deus PAN esta envolvido na história das maratonas.
Um mensageiro do exercito que trazia a mensagem da vitória, correndo 42 km, deu origem à maratona a partir de 1896.
Embora o mensageiro fosse real, criou-se uma lenda, contada pelos gregos, a qual o deus PAN da água para o mensageiro.

Os Jogos Olímpicos antigos - > têm origem por volta de 800 a.C com a finalidade de homenagear Zeus.
Oficialmente documentado em 776 a.C.
Tem caráter militar e religioso.
Premiação e código de ética.
A origem dos jogos - > esta ligada à questão religiosa, quando se devia agradar aos deuses com ofertas de sacrifício animal (homenageá-los).
Zeus tinha um templo próximo ao monte Olimpo.
Havia sacrifícios animal, mas para agradar Zeus ainda mais, criaram os sacrifícios nas Olimpíadas com bons resultados.
Sempre na cidade de Olímpia, de quatro em quatro anos.
Nos anos olímpicos paravam as guerras.
Os exércitos gregos eram formados pela elite grega (os ricos).
As mulheres administravam seus bens.
Somente era aceito como competidores cidadãos gregos.
Sua principal ocupação era a filosofia, o ósseo e as guerras.

Moral rígida - > todo campeão tinha um código de premiação, não existia 2° e 3° lugares.
Somente o campeão era festejado.
O vencedor recebia um prêmio em dinheiro. Caso fosse solteiro, o campeão olímpico poderia escolher uma moça para se casar. Recebia também uma aposentadoria do governo da cidade até a sua morte.
Tinha benefícios econômicos e recebia hospedagens gratuitas na cidade olímpica.
Estatus social, um herói esportivo.

Simbologia - > recebia uma coroa com ramos de oliveira e louro, os quais representavam a divindade.
Se fosse um herói, um campeão olímpico, deixaria o ciclo terra e hades e viveria como semideus no Olimpo.
Receber uma folha de palmeira representava um presente da deusa Nike, a deusa da vitória. Alem de uma fita vermelha que se colocava na testa do campeão, representado o atual campeão. Era feita uma estátua do campeão em sua cidade natal.

As Olimpíadas - > só aconteciam na cidade de Olímpia, ao lado do templo de Zeus. Seus moradores não participavam das Olimpíadas.

DICIPLINA

Proibições que aconteciam nos Jogos Olímpicos:
As mulheres eram proibidas de assistir ou participar.
Doping: alimento: mel e açúcar proibidos.
Placebo: medicamentos sem nenhuma função, mas “com efeito” psicológico. Ex: amuleto.
Pena de morte para o atleta que causasse a morte de outro atleta.
Punição de expulsão para um atleta que acusasse um árbitro de corrupção.
Caso fosse confirmada a denuncia, o árbitro corrupto tinha as duas mãos amputadas como punição.
As sacerdotisas estavam encarregadas de acender a pira olímpica, representando a presença de Zeus. Ex: fogo.
Em 1936 foi a 1° vez em que a tocha olímpica foi transportada da Cidade de Olímpia para Berlim, Alemanha.

CIDADE DE OLÍMPIA

Templo de Zeus, com a estátua de Zeus;
Atletismo - > estádio contendo uma pista de areia de 200 mts;
Hipódromo onde aconteciam corridas de biga ou quadrigas;
Ex: carro que sustentava um cavaleiro puxado por dois cavalos.
As cidades enviavam seus atletas.
Colunato do Eco - > campeonato de poesia, de cunho artístico;
Ginásio - > competições de luta;
Palestra - > mini-ginásio.

MODALIDADES

As principais modalidades eram:
Corrida armada - > de 200mts no Stadium, 400mts (ida e volta), Diaulos e 4800mts (24 voltas) Dolikos;
Salto à distância (nu);
Corrida de biga - > carro com 02 rodas puxado por 02 cavalos;
Pugilato - > originou o boxe. Não tinha tempo determinado, luvas ou protetores, somente uma faixa amarrada ao punho para protegê-lo. Findava com a desistência de um dos lutadores;
Luta - > o bjetivo consistia em derrubar o adversário;
Pancrácio - > iniciava-se em pé, onde o objetivo era dominar o adversário, derrubá-lo e imobilizá-lo (nus);
Na arte - > música e literatura e poesia.
Corrida armada - > em que o militar corria com escudo, lança e elmo. Corrida com obstáculos com aproximadamente 1km de extensão;
Disco, peso e dado (nu) para mensurar a força;
Fim dos jogos - > em 393 d.C.

100 a.C - > Roma domina a Grécia, e os jogos entram em decadência.
Nero, imperador romano, correndo sozinho foi campeão da corrida de bigas.
Teodosio, Imperador romano e cristão - > 393 d.C, proibiu toda e qualquer manifestação religiosa que não fosse cristã, acabou com as Olimpíadas.
A estátua do Discodomo - > representa o símbolo da Educação Física.

O IMPÉRIO ROMANO

Da República ao Império
Primeiro triunvirato;
Segundo triunvirato;
Otavio Augusto, o Primeiro Imperador.
49 a.C à 27 a.C
Julio César conquistou a Gália (França).
Pompeu conquistou o Egito.
Julio César entrou com seu exercito em Roma e negocia com o Senado.
Funda um governo paralelo ao Senado.
Julio César, Pompeu e o Senador Crácio.
Para tomar o poder J.César elimina Crácio e planeja matar Pompeu.
Cleópatra distrai Pompeu e Ptolomeu, irmão de Cleópatra, o assassina.
Julio César apaixona-se por Cleópatra.
Cleópatra manipula J.César para matar Ptolomeu e se tornar única rainha do Egito.
Cleópatra tem um filho com J.César.
Quando volta ao Senado, J.César é assassinado pelos senadores.
Os Senadores não queriam um egípcio como futuro César.
Mataram 300 senadores e os demais fugiram.
Augusto César Otavio, Marco Antonio e Lépido, um financiador, formaram o 2° Triunvirato.
Cleópatra se aproxima de Marco Antonio e ambos se aliam.
Otavio declara guerra contra Marco Antonio e o derrota.
Marco Antonio se suicida.
Cleópatra se suicida a partir de um ritual com uma mordida de serpente.
Otavio, sobrinho de César, torna-se o 1° Imperador da história romana.

CULTURA CORPORAL DO IMPÉRIO ROMANO
(27 a.C a 393 d.C)

Política pão e circo;
Banhos públicos e festa.


A morte de J.César ensinou a todos os imperadores que o segura de vida de um imperador esta na popularidade.
Para ter segurança todo imperador romano torna-se popular.
Política pão e Circo (comida e diversão).
A partir daí se populariza os jogos dos gladiadores.
Os imperadores distribuem pão e diversão para o povo.
Roma é a primeira cidade do Mundo com saneamento básico.
Surge os banhos públicos em piscinas e balneários cobertos, onde tanto ricos como pobres se banham. Isto fazia parte de uma estratégia para dar ao povo a impressão de igualdade.
Os patrícios tinham cultura corporal. Homens fortes, ricos e pobres eram diferenciados pelo físico.

FESTAS ROMANAS

Os banquetes eram exclusivos para os ricos;
Homenagem ao deus Baco, deus do vinho (bacanais).
Os homens levavam as esposas, pois eram festas de cunho religioso.

JOGOS DOS GLADIADORES

A primeira fase se deu por volta de 264 a104 a.C;
Segunda fase ocorreu em 105 a 100 d.C;
Terceira fase 100 a 393 d.C.

Os jogos dos gladiadores surgiram em 264 a.C e não tinha vínculo com os políticos. Estava relacionado à questão religiosa.

1° Fase- > consistia em rituais fúnebres para homenagear um morto, patrício ou nobre.
Com o tempo os jogos ganharam caráter lúdico e geraram apostas ente os nobres.
A luta era entre escravos e não tinha por objetivo terminar em morte.
Apostavam nos gladiadores (escravos), e as lutas terminavam quando um dos gladiadores se feriam ou eram desarmados.

2° Fase - > os ricos perceberam que as apostas davam dinheiro, e a partir dali abriram escolas de gladiadores. O ensino se iniciava na infância com treinamentos específicos.
A morte ainda não era comum e os escravos que se tornavam gladiadores ganhavam privilégios: boa alimentação, bons tratos e acesso às mulheres.
Surgiram as lutas especiais até a morte (lutas mais caras).
O gladiador Espartacos se rebela contra a escola de gladiadores e monta um grupo rebelde (lidera uma revolta). Espartacos é morto e crucificado.

3° Fase - > Inauguração do Coliseu pelo Imperador Tito.
O inicio das obras do Coliseu se deram pelo Imperador Flavio, seu pai.
A inauguração teve 100 dias de espetáculos, todos com lutas até a morte, conforme decidia o povo.
Após os 100 dais, só morriam com a decisão do povo.

CULTURA CORPORAL NO IMPÉRIO ROMANO


Inicio dos jogos dos gladiadores;

Existiam três tipos de Gladiador:
Retialdo- > com rede e espada tipo tridente;
Secutor - > escudo quadrado e espada;
Dimacaé - > escudo circular pequeno e uma lança.

Três tipos de luta:
Condenação à morte - > ou era devorado por um leão ou representava um exercito vencido;
Lutador versus animal - > : geralmente um lutador de 2° classe.
A luta valia dinheiro, porem o animal vencia na maioria das vezes;
Grande gladiador (ídolos) - > geralmente não terminava em morte.
Os melhores gladiadores se tornavam ídolos, ganhavam prêmios em dinheiro e não viviam trancados.O Imperador também poderia da a liberdade ao gladiador.
Em 476 d.C o Império Romano cristianizado é derrubado pelos bárbaros alemães.
Roma em crise financeira não conseguia sustentar os soldados e grande parte destes acabam desertando.
Os alemães,os visigodos, ostiogodos e vândalos. Estes povos e suas tribos chegaram a Roma e o Império caiu (476 d.C), marcando o fim da Antiguidade.


CULTURA CORPORAL NA IDADE MÉDIA


A queda do Império Romano e a cristianização;
O corpo em pecado;
Corpo e higiene;
Corpo e sexualidade;
Jogos medievais.

Inicio da Idade Média - > 476 até 1453
A igreja católica foi a única instituição capaz de reorganizar a Europa.
I cristianismo formou uma igreja única, a igreja católica comandada pelo Papa.
O Papa nomeava nobres e reis.
Os nobres eram lideres militares locais.
A população era composta por servos, pequenos agricultores que cultivavam as terras dos nobres, ganhando parte da colheita.
O povo (servos) pagava impostos aos reis.
A igreja vivia de impostos dos povos e dos reis.
A Itália foi unificada em 1875.
O território italiano era dominado pelo Vaticano (latifundiário).
A igreja reformulou a cultura do corpo através do cristianismo.
A igreja era o único poder que controlava as pessoas e por isso precisou ser autoritária.
Cultivar a alma, não cultura o corpo. Castigar o corpo e enobrecer o espírito. Ex: tomar banho frio.
A pena de morte se dava por meios de fogueiras que destruía a corpo e libertava a alma.

O corpo em Sto. Agostinho 476 / 1493.
A cultura corporal é destruída com a cristianização na Idade Média. Ocorre a desvalorização da mente e do corpo e a valorização da alma. Fogueiras queimam os corpos para libertar as almas.
Os hábitos higiênicos são totalmente mudados neste período (Idade das Trevas).
Gregos e romanos adotavam o banho (cultura do banho), esta cultura foi totalmente reprimida na Idade Média.
O banho quente era prazeroso e gerava pecado. A medicina na Idade Medieval também reprimia o banho, pois era uma medicina precária.
Os médicos acreditavam que após o banho as pessoas deveriam ficar em casa para evitar doenças vindas pelo ar em contato com os poros abertos.
A cultura medieval retrata uma época em que as pessoas não cuidavam do corpo, antes se preocupavam com a alma.
Sexualidade reprimida - > cinto de castidade.
Também era uma época de grande prostituição.
Pena de morte contra qualquer pessoa que praticasse outra religião.
As igrejas eram freqüentadas para confissão de pecado e os padres davam penitência aos pecadores. Autoflagelação.
Os pobres eram servos, não escravos, e trabalhavam nas terras dos nobres em troca de alimento.

JOGOS DA NOBRESA E JOGOS POPULARES

Jogos da nobreza - > arco e flecha, esgrima, xadrez, juntas (com característica militar).
Jogos populares - > extrema violência.

A única cultura corporal na idade média era a militar, a fim de expandir o cristianismo, invadindo e oprimindo.
As primeiras expedições foram para o Oriente Médio, na qual os europeus seguiam para Jerusalém a fim de libertá-la dos árabes.
O cavaleiro medieval era um nobre mais elitizado.
Ser belo na Idade Média era ser obeso, a obesidade era o padrão de beleza.
Com a conquista de Jerusalém, os cristãos organizaram uma rota turística e de comércio entre a Europa e Jerusalém.
A Ordem dos Cavaleiros Templários estava incumbida de cuidar desta rota e recebia para isto. Esta ordem deu origem a maçonaria na França.
Na Idade Média os religiosos tinham direito a escola, pois as escolas dependiam da Igreja. O corpo era reprimido e a única cultura corporal era a militar. Daí a cultura dos cavaleiros, porque foram eles quem fizeram as Cruzadas.

JOGOS

Todos os jogos têm haver com a questão militar:

Arqueiros- > disputado pelos nobres.
Xadrez humano - > de estratégia militar para formar um general estrategista. Eram usados seres humanos no tabuleiro:
Peões: povo, soldados; reis e rainhas; cavalo: cavaleiro; torre: fortaleza.
Esgrima - > a partir do torneio de esgrimas, o vencedor se casava com a filha do Rei. O esporte era praticado com espadas sem cortes e armaduras pesadas. Era preciso derrubar os adversários, por isso era esporte para homens fortes.
Justas - > para cavaleiros ágeis, dois cavaleiros com lança de madeira, cada um objetivando derrubar o adversário.

Todos os jogos da nobresa eram de cultura militar, incentivados pela igreja que, com isso, ganhava territórios e adeptos.

Jogos Populares - > tinham como principal característica violência e coragem. Por isso eram proibidos pela igreja. Os jogos eram praticados por diversão.

Souri - > Jogo com crânio humano que fazia o papel de bola. O objetivo era pegar um crânio arremessado e levá-lo até o território do vencedor. Os outros participantes tentavam impedir com violência.
As partidas entre os bairros inspiraram os jogos de hugbi e o futebol. A rivalidade se dava entre rivais e por isso a igreja proibia.
Então ouve uma mudança de regras, porem um colégio chamado hugbi não aceitou.


RENASCIMENTO OU IDADE MODERNA


Transição entre a cultura atual e a medieval.
Até os dias de hoje sofremos influência de algumas idéias da Idade Média.
Nos dias de hoje se cultua o corpo, porem a Idade Média tinha cultura corporal reprimida.
O que colaborou para a mentalidade medieval ser superada foi o surgimento de igrejas protestantes, causando concorrência com a igreja católica.
A partir do Renascimento, devido a concorrência entre as igrejas, a igreja católica começa a tratar melhor os reis.
Os reis não querem mais obedecer a Igreja nem ao Papa. Isto fez cair a Igreja católica e fez surgir uma nova mentalidade que superou suas idéias.

CULTURA CORPORAL NO RENASCIMENTO

A Igreja perde o poder.
Revolução na arte.
Desenvolvimento da Anatomia. (1453/1789).

A Igreja perde o poder por causa da concorrência com as igrejas protestantes, e pelos reis que não dependiam mais da Igreja.
A igreja precisou flexibilizar suas idéias em relação ao passado, a Idade Média.
Igrejas antigas e escuras pregavam o temor.
Igrejas novas, claras - Renascimento.
Surgiram igrejas com características de alegria a fim de agradar os fieis. Ex: Capela Cistina.
Renascimento - > renasce a liberdade, uma forma de pensar mais livre.
Idade Média - > teocentrista (Deus no centro de todas a s cosias).
Grécia antiga - >
Roma Antiga - > Antropocentrismo ( o homem no centro de todas as coisas).
Idade Moderna - > renasce o antropocentrismo (independência da Igreja, de Deus).
Ex: política, universidades, poder.

Na idade moderna o padrão de beleza continuou sendo a obesidade.
Na arte as mulheres aparecem com decotes, os homens usavam perucas e passavam pó de arroz no rosto.
O desenvolvimento corporal-> se deu apenas no campo da arte. Com isso cresceram os estudos de anatomia.
Com a liberdade da arte, a medicina começou a defender o corpo. Ex: físico.
Descobriram que a alimentação, bom sono e exercícios físicos eram a chave para se ter saúde. Porem, nada disto estava no cotidiano das pessoas.
Idade Moderna - > Itália - Escola Giocosa.
Alemanha - Escola Philontropimun.

Colégios introduzem exercícios físicos.

Idade Moderna, Renascimento, medicina, escolas, anatomia e arte cultivando um corpo forte e saudável.
Há mudança de filosofia, onde se cria o Movimento Iluminista. O abandono dos movimentos religiosos.
O Iluminismo - > movimento da Idade Moderna deu as bases para a Revolução Francesa.

IDADE CONTEMPORANEA
(1789)

SURGIMENTO DA EDUCAÇÃO FÍSICA

Revolução Francesa
Pedagogia Liberal
Revolução industrial
Movimento Higienista

Na revolução Francesa - > o povo assassinou os reis, decapitados pela guilhotina. (França 1789).

Algumas observações quanto ao poder:
Idade Média - > poder com a Igreja, Clero e a Nobreza.
Idade Moderna - > poder com os nobres (títulos).
Idade Contemporânea - > cai e nobreza, assume a burguesia.

A burguesia se iniciou com o trabalho, por isso valorizava o trabalho.
Novo governo democrático. Organiza-se o capitalismo, liberdade e igualdade de direitos e deveres.
Declaração Universal dos Direitos do homem.
Industrialismo, capitalismo, trabalho e consumo tornaram a escola pública, para educar o povo (burguês), para adquirir uma mentalidade a favor do trabalho, uma mentalidade burguesa.

DIFERENÇA ENTRE AS ESCOLAS

Pública:
Burguês
Educ. moral,
Educação física
Valores do trabalho e ciência.

Religiosa / Nobres:
Religiosos
Educ. intelectual

As matérias tinham que ter relação com o mundo do trabalho.
A importância da Medicina
A Revolução Industrial, urbanização / industrialização.
Alemanha, França e Inglaterra (fenômeno da urbanização).
Boa medicina, falta de higiene das pessoas nas cidades.
Cortiços, portos, contágio e proliferação de doenças.
Agora o Estado e a Medicina estão preparados para melhorar o quadro da saúde pública.
Era preciso educar a população.
O professor de Ed. Física, então chamado de instrutor, era responsável por cuidar do corpo nas escolas e ensinar higiene.
Os médicos - > queriam que os instrutores de ginástica ensinassem a higiene nas escolas.
Movimento higienista - > poder do médico (1900).
Os médicos controlavam as epidemias e comandavam todas as esferas da cultura.
O corpo - > passa a ser visto como uma máquina na Revolução Industrial. Trabalhar 16 horas por dia, geralmente causando neurastenia, doenças que afetavam o psicológico dos trabalhadores.
A perca de um trabalhador era prejuízo para o Estado, foi então que se reduziu a carga horária de 16 horas / dia para 08 horas diárias (segundo os médicos).
Deixaram 08 horas de tempo de trabalho e 8 horas de tempo de recreação.
Surgiram as leis trabalhistas.
Uma das estratégias utilizadas no Séc XIX para ocupar o trabalhador nos tempos livres era a pratica do futebol.

Praticantes de futebol e torcedores;
Ginástica inserida na escola pública.
Popularização do esporte.

A Pedagogia e a Medicina juntas deram origem à Ed. Física.
Com prática militar, os militares faziam na pratica a educação física acontecer.

A Educação Física - > nasceu de valores médicos, pedagógicos e militares, por isso se torna difícil sua definição.

ANTROPOCENTRISMO -

Renascimento (1453 / 1789)
O corpo volta a ser valorizado, porem apenas no campo da arte.
Ex: David de Michelangelo.
O corpo em destaque - Renascimento.
Idade Medieval - Corpo reprimido.
Capela Cistina - Vaticano.
A criação de Adão.
A volta da religião grega como tema da arte.
Nascimento de Afrodite.

IDADE CONTEMPORANEA

Valorização do trabalho;
Pedagogia - a necessidade da Ed. Física;
Revolução Industrial;
Higiene dos corpos;
Corpos produtivos.

METODOS GINÁSTICOS EUROPEUS

METODO FRANCES;
METODO ALEMÃO;
METODO SUÉCO;
ESPORTE INGLÊS.


Método francês - > nasce no inicio do séc. XIX, em 1810.
Uma das primeiras ginásticas organizadas.

Amoros - > militar espanhol que mudou para a França e organizou a ginástica no país, a qual influencio a ginástica até os dias de hoje.
Ex: os exercícios têm que ser organizados do simples para o complexo.
Método com ênfase baseada em marchas, saltos, corridas, barras e o uso do Cavalo de Pau como aparelho.
Prática.
Teóricas - > civis, militares, médicas e funambulescas.
Cada tipo de ginástica com características e objetivos específicos.
Ex:
Ginástica civil - > formar o jovem como trabalhador (infantil);
Ginástica militar - > exercícios com armas;
Ginástica médica - > fisioterapia; saúde e reabilitação.
Objetivos nobres importantes.
Funambulesca - > tinha que ser eliminada, pois Amoros era contra a ginástica funambulesca, alegre e voltada para o espetáculo.
Amoros - > entendia a gin. Funambulesca como imoral. A ginástica deveria ser séria, baseada no trabalho, na disciplina. Era contra atividades circenses, contra a prática esportiva das crianças; esporte somente para adultos.
Amoros cria vários ginásios para a preparação física dos soldados franceses.
Em 1857 foi fundada na França uma das primeiras escolas de Ed. física do Mundo.
Escola Joenville Lê-Pont.
Inspirados em Amoros, fundaram a escola militar de Ed. Física.
1890 tiveram destaque dois professores, Demeny (matemático) e Herbert (militar).
Demeny - > cria a biomecânica, ginástica localizada para ser aplicada na industrialização, com exercícios localizados e específicos.
Demeny teve em sua ginástica uma contribuição biológica.
Herbert - > contraria as idéias de Demeny, pois era favorável a uma forma de ginástica natural. Então cria uma ginástica natural, inspirada nos índios americanos e africanos.
Tinha como exemplo os índios que eram fortes e saudáveis porque realizavam atividades naturais e tinham contato com a natureza. Ex: correr, saltar, nadar e escalar.
Herbert também teve inspirações no filosofo Russeaut, cuja tese era o conceito do bom selvagem. Ele acreditava que os índios eram homens bons, ingênuos, sem maldade, um homem natural. Para ele o homem nasce bom, contanto que não tenha contato com a sociedade.
Ginástica natural, global.
A partir daí na Lê - Pant, teve inicio uma disputa entre os dois métodos de ginástica,
Ginástica natural x ginástica localizada.
Depois disto criaram um modo ginástico mais eclético, e contra a pratica de ginástica para adolescentes e crianças, porem não acatado na prática.
Foi em 1900 que se ambos unificaram suas idéias, - > estabelecendo acordos, se unindo contra o esporte inglês.

Método alemão - > no inicio do séc XIX (1810), quando a França de Napoleão Bonaparte, conquista a Alemanha.
Com a ocupação da Germânia, os franceses queriam destruir a cultura alemã. Isto, porem, gerou um forte sentimento de nacionalismo entre o povo alemão.
Janh - > militar nacionalista, bastante politizado, criou uma ginástica que ensinava o alemão a ser nacionalista. Cria também ginásios para os alemães se formarem na ginástica para melhor combater os franceses. Ginásio Turkunzt.
Sua ginástica constituía-se de circuitos de estações com aparelhos, cordas, barras assimétricas e simétricas, argolas com a finalidade de desenvolver o corpo atlético do povo alemão.
Com a morte de Janh, a ginástica no país passa a ser artística, alem da preparação para fins militares, tanto para os cidadãos como para os soldados.

Método Sueco - > Frederic Ling (militar) sofreu um acidente e para recuperar os movimentos do braço, criou uma ginástica para fortalecer os pulmões e a coluna vertebral.
Seu metido ginástico passa a ser voltado para exercícios pastorais, alem de desenvolver uma ginástica ritmada com contagens, marcada por tambores militares.
A ginástica sueca também criou uma vertente feminina com movimentos mais suaves, dando origem a Calistenia.
A ginástica sueca tinha movimentos rígidos, enquanto a feminina (Calistenia) era executada com movimentos mais amenos.
Dentre alguns aparelhos desenvolvidos, temos: Plinto; espaldares (madeiras na horizontal utilizadas para alongamento); Banco sueco para trabalhar o equilíbrio.
Em 1850 - > a elite carioca rejeita a ginástica sueca, preferindo a capoeira.
O 1° curso de ginástica no mundo teve origem na Suécia.
E o primeiro ginásio foi o Ginásio Real de Estocolmo, no ano de 1810.
A idéia se consistia em reformular os hábitos do povo sueco.
Na Suécia os estádios foram primeiramente criados para depois formar os profissionais.
Na Alemanha e França formaram primeiro os profissionais.

Esporte Inglês - >

Introdução de Educação física no Brasil.
1841 - Guilherme de Tambe;
1860 - Método alemão;
1892 - Parecer de Rui Barbosa;
Esporte no Brasil.

INICIO DE 1800, THOMA ARNOLD.

Contrário a Educação física européia com influência militar, o esporte inglês nasce da pedagogia a fim de diminuir a pressão sobre os alunos.
As escolas públicas inglesas eram a escola da elite (também no Brasil) com cursos em tempo integral.
Então Thomas Arnold cria uma pedagogia de jogos para entreter os jovens. Cria esportes com base nos jogos medievais.
Os ingleses introduziram o esporte no Brasil.
Fair play - > jogar limpo, dentro das regras.
O esporte moderno nasce no seio da escola com objetivo de educar as crianças, ensinando-as a perder e ganhar.
As universidades são envolvidas com o esporte. Os clubes surgem no Séc. XIX gerando o amadorismo.
Receber para jogar era uma atitude considerada imoral.
O esporte era considerado uma pratica de laser para o burguês; não profissional.
No final do Séc. XIX, 2 esportes foram profissionalizados na Inglaterra:
O futebol e o Boxe.
A Inglaterra concentrava muitos esportes.

INTRODUÇÃO DA EDUCAÇÃO FÍSICA NO BRASIL.

A educação física no Brasil foi baseada na ginástica militar.
O Brasil Império, governado pelo Imperador Dom Pedro I.I
Em 1839 funda o Colégio Imperial de D. Pedro II, tornando-o rapidamente no melhor colégio do Brasil. O colégio foi fundado no Município da Corte, no Rio de Janeiro, sendo um colégio público, porem, extremamente elitizado.
É então introduzida a ginástica, apenas para não ficar para trás das escolas européias. O Reitor como médico sabia que os exercícios físicos eram importantes na saúde.
Revista científica da medicina.
Foi necessário introduzir o raio da ginástica na Ed. Física no Brasil.
Em 1841 encontraram o militar Guilherme de Talbe.
Tem inicio as aulas de Ed. Física com ginástica militar.
A ginástica militar não foi bem aceita pelos alunos por motivos de preconceitos, associando a prática ao trabalho escravo. Libertação dos escravos em 1888.
Em três anos Guilherme de Talbe foi despedido, até que o colégio encontrou outro professor.
Frederico Hoppe (sete anos depois), também militar, dava aulas de esgrima unicamente porque a esgrima é um esporte de origem nobre.
Neste caso os alunos aceitaram as aulas, entretanto, ele também foi demitido por causa de suas faltas, visto que dar aulas particulares lhe proporcionava maior lucro. Todos os professores ganhavam 800.000 reis, todavia professores de Ed. Física ganhavam apenas 400.000 reis por ser uma profissão sem formação nas universidades. Eram os instrutores.
Isto posto, recontrataram Frederico Hoppe com o salário fixado em 500.000 réis , trabalhando apenas três dias por semana.
A partir da Reforma Couto Ferras - > em 1851, que teve como objetivo reformar o ensino escolar, tornaram as aulas de Ed. Física obrigatórias nas escolas do Rio de Janeiro, capital do Brasil.
1882 - > Rui Barbosa, o padrinho da Ed. Física no Brasil.

EUGEMIA DA RAÇA

Por que em 1882 a Educação Física não foi aprovada?
No Brasil do séc. XIX 75 % da população era negra.
Os tratados escritos pelos médicos europeus referindo-se ao Brasil referiam-no como um imenso país negro e o México como imenso país indígena, por não terem raça branca. Iam desaparecer.
O Brasil cria a política do embranquecimento da raça, libertando os escravos e proibindo-os de trabalhar com salário (13/05/1888). Os fazendeiros contratavam imigrantes europeus.
Os negros tiveram que migrar para as capitais e viver do subemprego, formando as favelas e guetos, sendo excluídos da sociedade devido a política racista da época. Dessa forma, não investiram na Ed. Física para não democratização da educação e da saúde. Tinham por meta primeiramente embranquecer a raça. A ed. Física não foi democratizada por políticas racistas da medicina.
O primeiro método - > da Ed. Física introduzido no Brasil foi o método alemão em 1860.
Após a guerra do Paraguai, devido a péssima preparação física dos soldados, foram buscar o método de ginástica alemão.
O método alemão fracassou (séc. XIX).
Os esportes eram praticados pela elite e foram introduzidos em 1850 (segunda metade do séc. XIX). Atletismo, ciclismo e natação – final do séc (XIX).
O turfe - > corrida a cavalo, e o remo eram os esportes mais praticados na época.
O remo, no Tietê, era o esporte mais praticado no Brasil.

Características do período no Brasil - > poucas escolas com prática de ginástica e o racismo.
No séc. XIX a Ed. Física começou a melhorar e a eugenia da raça fora superada. Começou a democratização da educação e da saúde.
1930- > governo Getúlio Vargas (pai dos pobres).
Foi Fernando de Azevedo quem melhorou a Ed. Física no Brasil, graças ao governo Getúlio Vargas.
1910 - > surge a primeira escola de Ed. Física no Brasil. Curso militar, com método francês – militar, introduzido pela equipe francesa da Joenville lê Pant, na Polícia Militar de São Paulo.
1922 - > ESEFEX no Rio de Janeiro (Escola de Ed. Física do Exercito). Os primeiros professores foram ensinados por policiais de S.Paulo utilizando o método francês.
Os dois primeiros cursos de Ed. Física foram militares, tornando a Ed. Física obrigatória no ano de 1930 em todos os estados.
Todavia, a invasão de militares na área da Ed. Física, justamente no tempo da ditadura, não agradou os educadores.
A ABE (Associação Brasileira de Educadores) queixava-se dos militares e da cultura policial e militar.
“Não somos contra a Ed. Física, mas contra a Ed. Física militarizada”...
Fernando de Azevedo - > fundou a USP, mesmo não conseguindo se formar Prof. de Ed. Física. F. de Azevedo estudou muito a Ed. Física e também criticou muito a Ed. Física militarizada.
Em 1939, então convidado pelo Governo Getulio Vargas, F. de Azevedo tornou o curso de Ed. Física um curso de nível superior.
A partir de 1939 os profissionais deixaram de serem instrutores, e com nível superior tornaram-se professores. Igualaram-se os salários entre os professores – Escola de E.Física de São Paulo (USP) e UFERJ.
Processo de desmilitarização do curso, que antes havia sido formado pelos próprios militares.

Nenhum comentário: